Tive um AVC, posso voltar a ter movimento normal?

Tive um AVC, posso voltar a ter movimento normal?

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma desordem fisiológica que atinge o cérebro e gera sequelas motoras e/ou cognitivas. Os efeitos podem ser temporários ou permanentes, e passam a fazer parte da vida da pessoa acometida. Quando as consequências permanecem, ocasionam alterações estruturais e funcionais ao longo do tempo, que interferem, geralmente de forma negativa, na autonomia e independência dos pacientes.

As consequências envolvem perda dos movimentos de um lado do corpo, incapacidade e/ou dificuldade para caminhar sozinho, realizar movimentos com o braço e permanecer em pé sem ajuda.

Quando o AVC acontece, o cérebro sofre uma lesão e ocorre a morte de uma quantidade muito grande de neurônios, que resulta em alterações negativas no corpo. Porém, após algumas semanas, o organismo inicia um processo de recuperação e mesmo as consequências consideradas permanentes podem ser reorganizadas e reestruturadas.

A capacidade de reorganização, readaptação e a possibilidade em todas as fases da vida que o cérebro tem de aprender coisas novas é chamada de Neuroplasticidade. Através deste conceito, é possível criar novas conexões entre os neurônios, podendo assim recuperar o que foi perdido. É importante ressaltar que cada pessoa vai apresentar um quadro diferente fisicamente, e nenhum deles será igual, então não podemos fazer comparações entre pessoas que sofreram AVC. Cada organismo vai ter seu próprio limite de recuperação, cada paciente vai apresentar sintomas e dificuldades individuais.

Quando o AVC acontece é necessário agir rapidamente. Quanto antes for identificado e levado ao hospital, mais chances de recuperação o paciente terá. Segundo estudos recentes, as melhores chances de recuperação são para quem procura ajuda em até 3 horas da instalação da lesão, portanto é importante saber identificar os sinais e sintomas.

Após o AVC, a fisioterapia entra como uma das principais formas de tratamento. O paciente deve iniciar a reabilitação já na internação hospitalar, e seguir após a alta pelo tempo que for necessário para a recuperação. O fisioterapeuta é um profissional habilitado para trabalhar com as desordens do movimento deixadas pelo AVC, busca encontrar soluções para as dificuldades do dia-a-dia, corrigir e principalmente prevenir deformidades e adaptações erradas que o próprio paciente cria após perder os movimentos aos quais estava acostumado. O principal objetivo da fisioterapia é devolver ou manter a independência e autonomia para os pacientes, garantindo desta forma o convívio social, evitando depressão e agindo de forma positiva na qualidade de vida.

Alana Thomas
Alana Thomas
Diretora Técnica e Fisioterapeuta.